Turim

Família Goria

A aventura industrial da família Goria começou em Turim em 1953, ano em que a empresa “Cápsula” foi fundada pela RENATO GORIA. A produção incluiu cápsulas de alumínio para o mercado do vinho e do licor. No final dos anos 50, Maddalena Rigamonti, mulher de Renato Goria, juntou-se à empresa, que vai emprestar o seu trabalho ao lado do fundador, já nos anos 60 a gama de produtos foi expandida com cápsulas de plástico, e a forte procura necessária para transferir a produção para duas fábricas diferentes. A produção de cápsulas de alumínio permanece em Turim, enquanto para cápsulas de plástico é construída uma planta em Tigliole d’Asti (região de Amêndoa).

Na década de 70 o novo nome da empresa passou a ser ALPLAST, um nome que combina as iniciais dos dois principais materiais utilizados no processo de produção, nomeadamente alumínio e plástico.

RENATO GORIA - MADDALENA RIGAMONTI

RENATO GORIA - MADDALENA RIGAMONTI

francesco goria imagem de espaço reservado

Desde 1976...

contribui imediatamente para o desenvolvimento das vendas em mercados externos e para expandir ainda mais a gama de produtos, inserindo a Empresa em novos sectores, desde o petróleo à água mineral, refrigerantes, etc. 1978 assistiu-se ao início da construção de uma terceira fábrica, também localizada em Tigliole d’Asti (Região de Calvini), que, ampliada e modificada ao longo dos anos, é hoje a principal planta.
francesco e erminio renato goria

A Segunda Geração

Em 1980, o fundador Renato Goria morreu prematuramente aos 59 anos. Este evento marca um período delicado e difícil para a nossa história enquanto no mesmo ano Erminio Renato Goria se junta à empresa, torna-se gestor administrativo, e empreende uma ação de racionalização e organização dos vários escritórios.
Este é o momento de um grande ponto de viragem produtivo e comercial, novos departamentos são construídos e os escritórios administrativos e comerciais estão reunidos num único edifício adjacente à fábrica.

A procura de cápsulas de alumínio continua a crescer e o mercado torna-se cada vez mais exigente, o que justifica a decisão, em 1987, de construir em Oggiono (Lecco) uma nova fábrica para a impressão litografia de placas de alumínio.

Grande impulso para a empresa é dado pelo desenvolvimento, produção de cápsulas de plástico para o setor de água mineral e refrigerantes. Em colaboração com a empresa norte-americana W.R. GRACE, foram estudadas soluções inovadoras patenteadas que acompanharam significativamente o desenvolvimento da empresa ao longo dos anos noventa. Este período levou a empresa a ter relações com as empresas mais importantes do sector em todo o mundo e foram celebrados durante o período importantes acordos de licenciamento para o fabrico de produtos desenvolvidos com parceiros franceses, britânicos, japoneses e americanos.
Nos dois mil anos a empresa continua a desenvolver-se progressivamente tanto no campo dos fechos de plástico como na produção de cápsulas de alumínio.
Em particular, nasce a linha de Fechos Especiais de Alumínio para destilados, licores e aperitivos que necessitam de uma maior garantia para o encerramento dos seus produtos.
No sector dos fechos de plástico nasce a linha de rolhas sintéticas para o vinho. Durante este período a produção torna-se cada vez mais sofisticada e refinada.
Durante o ano de 2016 foi assinada uma carta de intenções com o grupo norte-americano Vinventions, líder mundial na produção de cápsulas, encerramentos e bonés de vinho. Este acordo foi ratificado em 2018 e prevê a criação de um centro de produção específico para o fabrico de fechos de alumínio para garrafas de vinho.
Este centro de produção foi construído no concelho de Celle Enomondo e está sob o controlo da empresa Alplast – Vinventions SRL (joint-venture da qual a Alplast detém 50% e o Grupo Vinventions detém os outros 50%).

Em 2019, na sequência de uma longa e dramática doença, Francesco Goria morreu prematuramente aos 62 anos.

Com uma personalidade empreendedora, amante de desafios, um otimista pela natureza e sempre caracterizado por uma grande paixão pela vida e pelo trabalho, deixa uma memória indelével, tanto a nível profissional como humano, em familiares e colaboradores.

2019 - ERMINIO RENATO GORIA E A TERCEIRA GERAÇÃO

A Terceira Geração

Este evento marca um período particularmente complexo em que Erminio Renato Goria assume o cargo de Diretor Único do Grupo Industrial Alplast.
Neste período, o impulso para a expansão de produtos e inovação que sempre distinguiu a empresa nunca diminuiu, levando-a a impor-se além das fronteiras europeias exportando produção para mais de 70 países estrangeiros.
Apesar da sua dimensão, a Alplast continua a manter as características de um negócio familiar, com a ajuda de gestores válidos, operando comercialmente internacionalmente com clientes e parceiros de alto nível.
Esta filosofia é a chave para o sucesso da Alplast partilhada pela terceira geração envolvida na empresa.
Francesca, Michela e Eugenia, filhas de Francesco e Lorenzo, filho de Erminio Renato, trabalham no Grupo há alguns anos.
As tarefas dividem-se de modo a não sobrepor as funções e decisões.
Francesca e Lorenzo cuidam da parte comercial da qual Francesca é principalmente do mercado externo e Lorenzo do mercado italiano.
Michela cuida da parte financeira e administrativa e da Eugenia do planeamento da produção.
A política futura da empresa orienta-se na consciência de que o conhecimento e a inovação são os pilares fundamentais para continuar a ser competitivo e proativo no mercado, tendo em conta o passado e um futuro.
O acima referido sem esquecer o valor do fator humano e as relações entre pessoas e empresas que são um fator fundamental para o desenvolvimento de atividades.